AACE adere ao Dia Nacional de Mobilização e discute a possibilidade de entrega de cargos e greve



A Associação dos Analistas de Comércio Exterior – AACE realizou na manhã de ontem (11/01), por videoconferência, assembleia geral extraordinária com o intuito de debater o posicionamento e as ações da carreira para as negociações de recomposição salarial com o Governo Federal. A convocação da assembleia é decorrente da previsão de reajuste exclusivo para algumas carreiras no orçamento aprovado para 2022.


O Presidente, Guilherme Silveira Guimarães Rosa, expôs as perdas salariais desde 2019, destacando o impacto negativo acumulado no poder de compra dos servidores da carreira, que pode chegar a 30,5% pelo IPCA e 74,8% pelo IGP-M em dez/2023. Apresentou os esforços que a associação tem realizado como representante dos interesses da categoria, na busca de diálogo interno com os dirigentes do Ministério da Economia e na articulação com outras entidades representativas das carreiras federais do Ciclo de Gestão e do Fonacate.


Após deliberação entre os presentes, foi aprovado, por unanimidade, o caráter permanente da Assembleia, dada a necessidade de continuidade das discussões sobre o tema. Também ficou decidido a adesão plena ao Dia Nacional de Mobilização de 18 janeiro de 2022, em prol da recomposição salarial aos servidores civis federais.


Os analistas de comércio exterior deixaram em aberto também a possibilidade de aderirem à greve geral em fevereiro e de entregarem os cargos comissionados que ocupam caso os representantes do governo continuem se recusando a negociar o pleito em questão.

DESTAQUES

RECENTES

ARQUIVOS